Dedetização - Desratização - Descupinização - Limpeza e desinfecção de caixas d'agua - Desintupimento de ralos e esgotos

As principais pragas urbanas e as doenças transmitidas:

Baratas

Talvez a mais asquerosa das pragas, as baratas carregam transitam por ambientes contaminados, como esgotos, e carregam em sua patas e asas agentes causadores de doenças como: lepra, hepatite, tifo, amebíase, giardíase e gastroenterite. Os principais sintomas são vômitos e diarreias. 

Ratos e camundongos

Os ratos, ratazanas e camundongos são responsáveis por muitos danos à saúde. Entres as doenças transmitidas estão: peste negra, peste bubônica, salmonelose, leptospirose, tifo  entre outras. A leptospirose, causada pela urina do rato, causa febre alta, dor de cabeça, sangramento, dor muscular, calafrios, olhos vermelhos e vômitos. Já os sintomas da peste bubônica são: inchaço dos gânglios linfáticos na virilha, na axila ou no pescoço.

Moscas

Por se alimentarem de matéria orgânica, como o lixo doméstico e de alimentos à disposição na casa, as moscas podem causar doenças como: febre tifóide, amebíase, salmonelose, disenteria, cólera e tuberculose. Entre os sintomas estão: febre alta, dores de cabeça, mal-estar geral, falta de apetite, aumento do volume do baço, manchas rosadas no tronco, prisão de ventre ou diarréia e tosse seca.

Mosquitos 

Pequenos e mortais voadores. Os mosquitos são um dos animais que mais matam no mundo por conta da grande capacidade de transportarem e espalharem doenças.  Todos os anos, os mosquitos são responsáveis por milhões de mortes de seres humanos. 

Os mosquitos, como o Aedes Aegypti, pernilongos e borrachudos, são insetos bem pequenos e que causam grandes danos à saúde. Além das picadas doídas e do incômodo da coceira, eles transmitem doenças como: malária, leishmaniose, febre amarela, difteria, febre paratifóide, dengue, zika e chikungunya.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que, em 2015, apenas a malária causou 438.000 mortes. Os dados mostram ainda que animais de grande porte e selvagens, como cobras, leões e tubarões, não chegam a fazer nem um terço de vítimas quando comparados com os mosquitos.

Formigas

Somente no Brasil, há mais de duas mil espécies de formigas. Deste total, 30 são consideradas pragas urbanas. Pequenas e aparentemente inofensivas, as formigas podem causar danos às estruturas das casas e até mesmo nos equipamentos elétricos e eletrônicos. Além disso, elas transportam protozoários, vírus, bactérias e fungos que podem causar: amebíase e giardíase. O sintoma mais marcante da primeira é diarreia dolorosa com perda de sangue.

Carrapatos

Os carrapatos, quando infectados, transmitem doenças através da picada. Os animais domésticos, como cães e gatos, são os que mais sofrem com os males causados por esses aracnídeos, mas os humanos não estão imunes. Entre as doenças causadas pelos carrapatos estão: babesiose canina, erliquiose canina, Doença de Lyme (Borreliose) e Febre Maculosa – estas duas últimas transmissíveis ao homem. 

Pulgas

As pulgas também transmitem doenças por meio da picada para sugar o sangue de seu hospedeiro. Os pets e os humanos podem ser suas vítimas e, quando infectadas por algum microrganismo parasita, as pulgas podem causar: tifo endêmico ou murino, dermatites alérgicas, verminoses, anemia e viroses.

Percevejos

Percevejos são insetos minúsculos – de até 7 mm -, sem asas, que costumam fazer colônias em fendas e buracos de móveis, como sofás, camas e colchões. Eles se alimentam de sangue do hospedeiro, mas não transmitem doenças. No entanto, as picadas causam coceira intensa e podem ocasionar lesões na pele.

Aranhas 

Medo e assombro podem ser as primeiras reações às aranhas. Mas, para além do aspecto físico desses aracnídeos, as aranhas transmitem doenças graves, tanto aos animais domésticos como aos seres humanos, podendo, inclusive, levar à morte. 

Dependendo da espécie e da substância tóxica presente no veneno, a picada de uma aranha pode causar: dermatite, lesões cutâneas necrosantes, anemias e alterações sistêmicas que podem desencadear choques anafiláticos ou outras reações intensas que provocam a morte da vítima. 

 

.

Retornaremos o mais rápido possível